domingo, 24 de abril de 2011

QUANDO O VIRTUAL SE TORNA REAL...

(por  DIANA)
É engraçado como a comu entrou na minha vida... Celso é um grande amigo do trabalho...
Na época, era apenas conhecido, mais um colega... Estávamos nos preparando pra uma greve e como eu não sou exatamente uma pessoa muito acomodada, acabamos nos tornando mais próximos, nas reuniões e paralisações... 
Disto decorreu que eu o adicionei no orkut... E aí descobri que ele tinha várias comunidades sobre hidrocefalia e logo eu quis saber o porquê.. Descobri que ele era tio de Jade... Uma garotinha linda e incrível de tão inteligente, que eu tive oportunidade de conhecer pessoalmente e que, assim como eu, também nasceu com hidro, fez várias cirurgias, já teve convulsão e superou tudo isto com muita graça... 

Pois bem... Saí adicionando todas as comunidades sobre hidro que tinha no perfil dele...
E, de imediato, a Teisa se apresentou, me dando as boas vindas, perguntando o que eu tinha a ver com a hidro e pedindo pra eu me apresentar no tópico adequado... 


Já me senti, de logo, muito acolhida e fiz o que ela pediu... A princípio, não havia muitos chipadinhos adultos na comu, a maioria era de mamães, papais, tias e vovós de crianças com hidro... 
Aos poucos, devagar e sempre, vi meus contatos do meu perfil pessoal do orkut irem aumentando vertiginosamente... 
Eram várias destas mamães sedentas por informações, querendo saber mais detalhes sobre como eu cresci e me tornei uma pessoa “normal” mesmo tendo nascido com hidro... 

Foi engraçado porque eu me surpreendi muito... Apenas falava do que eu sabia, do que eu conheço, do que eu vivi, do que eu experimentei... Não criei, não aumentei, não inventei nada, não fantasiei nada do que me aconteceu, mas o simples fato de relatar umas poucas experiências minhas tinha o condão de devolver o chão embaixo de algumas pessoas... 
Era interessante como, às vezes, eu chegava em casa fula da vida por algum acontecimento banal do dia a dia e, ao ligar o computador, lá estava um recadinho de alguma destas mamães iluminadas que me agradecia simplesmente por eu existir, compartilhar a minha história e dar-lhes esperança e coragem pra lutar e investir em seus filhos...

Ah, como isto me curava de toda e qualquer coisa!!! Causava uma sensação boa de que, apesar da minha pequenez e insignificância, impotência mesmo diante de certas coisas da vida, existir valia a pena pelo simples fato de que fui útil... 
Ao menos servi pra acalmar o coração aflito de uma mãe... 

E, quando dei por mim, aquela comu já havia se tornado simplesmente indispensável na minha vida... Uma verdadeira família virtual... 
Algumas pessoas que eu nunca abracei pessoalmente se tornaram como irmãs pra mim e sabiam da minha vida tanto quanto ou mais do que amigas que vivem bem perto de mim... 

E naturalmente veio o desejo de torná-las “reais”, de ver o rosto, escutar o riso e sentir o calor do abraço de algumas destas pessoas fabulosas que mudaram minha vida e me devotaram um amor tão incondicional e por tão pouca coisa que pude doar a elas...
E aí teve início a jornada... 
Um belo dia, duas amigas apareceram .Duas grandes amigas me pegando no susto e me compelindo, na última semana possível para marcação de férias pro período que elas queriam, pra fazermos uma viagem a Curitiba... Perfeito... Não conhecia a cidade, morria de curiosidade, adoro frio, adoro o Sul, adoro vinho e lá viviam a Tere e a Ju, dois anjos lindos, presentes pra vida que a comu de hidro me trouxe... 

O pretexto não poderia ser mais apropriado... A Tere é uma daquelas criaturas que, em verdade, são anjos que quebraram suas asinhas e andam aqui por este planetinha atrasado por distração ou esquecimento, sabe-se lá... 
Adotou a mim e às minhas amigas e nos levou pra fazer passeios lindos e maravilhosos pela bela Curitiba, que se tornou ainda mais encantadora, ao ser apresentada pela sua encantadora ótica... 

A Ju é uma irmã que nasceu longe de mim por acidente ou descuido do céu, não sei ainda... Aquela pessoa que quando encontrei pela primeira vez, parecia que eu nunca tinha estado longe dela... 

 A intimidade e a cumplicidade parece que eram de uma vida inteira... Visitei sua casa, conheci sua linda família e me senti completamente à vontade... 

Tinha um banquete me esperando, secamos uma garrafa de vinho papeando na cozinha, conheci o tão famoso quarto da princesa Julinha, demos várias risadas, tirei várias fotos com o lindo guerreiro Gabito, que se recuperava da cirurgia da coluna... 

Saímos pra jantar, ela quase me afoga no meio de tanta cebola, roubamos uma caneca desonestamente no Bar do Alemão e ainda fizemos tanta farra que até comemoramos o niver da Ju fora da data, só porque gamamos no bolo de algodão doce da pizzaria... KKKKKKKKKKKKKKKKKKK!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!! 

Em meio a tudo isto, a Tere teve que viajar, mas toda preocupada conosco... E fez questão de voltar a tempo pra aproveitar com a gente um pouco mais...
E,  no último dia, tivemos uma recepção da mais alta classe na casa deste lindo anjo, com uma comida divina e maravilhosa, que até hoje tenho saudades e conheci toda a família, com exceção de seu esposo e dos seus filhos... 
Vi todas as lindas fotos do Léozinho... Conheci a fofíssima Déia, os netos lindos da Tere, inclusive a Luisa, que já estava na barriga e conheci também o quarto da linda princesa de olhos azuis... 
E pude ver com quanto amor, carinho e expectativa estava sendo preparada a sua chegada tão especial... 

Fiquei sinceramente tocada e emocionada com toda a amorosidade e carinho existente nas duas lindas famílias, de uma fortaleza, alegria e coragem quem me inspiram até hoje... 
E voltei pra Salvador com o coração cheio de gratidão e saudades, agradecendo a Deus incontáveis vezes por me permitir existir pra conhecer pessoas tão fantásticas, que fazem tanta diferença na minha vida e me fizeram sentir tão querida e especial... 
Se Deus quiser, volto em Curitiba em breve pra matar saudades... 

Obrigada, Papai do Céu, por me privilegiar com estes encontros fabulosos que fazem a vida valer tanto a pena!!!!!!!!!

5 comentários:

Salete disse...

Nossa adorei ler , estou chorando pis hoje não sei o que tenho estou me sentindo muito sozinha, meu marido depois de duas semanas em casa voltoua trabalhar e de vez em qdo me da essas bobeiras. MAs adorei ler e vi que ainda existem pessoas boas nesse mundo e que se importam umnas com as outras, ainda não tive a oportunidade de conhecer alguem da comunidade pessoalmente, mas sei que vou conseguir. Adorei as fotos, oces são um grande exemplo para mim, obrigado por fazerem parte da minha vida, abraços a todos.

Teísa disse...

Diana! Como vc escreve bem minha querida! Vai fazer a introdução do nosso livro né?
Um bj querida e espero no mais intimo do meu coração que quero estar no próximo encontro....
Te amo!
Mamis

Diana disse...

Minha mamis linda... Escrever é fácil, toda vez que derramamos a alma no papel ou no teclado... E é sempre assim quando eu falo da comu e desta família linda!!!!!!!!!!! Se eu vou fazer a introdução????? Afffffffff!!!!!!!!!!!!! Se me derem a honra e o prazer, claro q sim!!!!!!!!!!! Espero estar à altura desta honraria... Ainda bem q vai ser por via eletrônica, porque se fosse no papel, ia chegar todo borrado... Nem vou me emocionar, né????? Nossa!!!!!!!!!!! E sobre o próximo encontro... Será q eu sobrevivo????? Me lembra de encomendar um caminhão de lencinhos pra poder levar no dia de eu te encontrar... Nossa senhora... Vou chorar muitooooooooo!!!!!!!!!!!!!!!!! Vc não faz a menor ideia do quanto vc é importante pra mim, do quanto significa e de quão grandes alegrias vc me tem proporcionado com estes encontros... Não vejo a hora de te abraçar...

Fabiana disse...

nossa Di muito lindo seu relato!!!!! se vc não fosse formada em direito com certeza seria uma otima escritora!!!!!! me emocionei bastante bjuuu
saudade!!!!

Rayane Guimarães da Costa disse...

amei sua história , queria colocar a história do meu filho aqui também , ele também tem hidrocefalia , e é lindo e tem uma história linda como a suuuua !

Postar um comentário

 

Seguidores

©  Copyright by HIDROCEFALIA

Blog design by Gizaa Veiga |Template Secret Garden | 2010 |Kit Scrap by Jaelop Designs