segunda-feira, 31 de janeiro de 2011

IZABELA


Tenho 27 anos e tive hidrocefalia com três meses de idade, quando fiz a minha primeira cirurgia.

Coloquei a válvula e não me lembro muito, pois era muito pequenininha, mas soube que meus pais sofreram muito por desconhecer a doença, suas conseqüências e seqüelas que poderia deixar.

As primeiras lembranças que tenho da doença é de quando eu tinha aproximadamente uns três anos. Lembro porque naquela época, além de ter a válvula, também precisava ingerir diariamente alguns medicamentos, que não sei ao certo para que serviam.



 Lembro também que todas as noites, antes de dormir, meus pais necessitavam apertar a válvula para saber se estava funcionando corretamente.

Sempre fui uma criança normal. 

Fiz acompanhamento anual até aproximadamente uns 12 anos de idade, quando então se constatou que minha hidrocefalia estava estabilizada.

 Desculpem-me a ignorância se não for isso, mas algumas pessoas já haviam me falando, mesmo quando criança, que a doença eu teria para o resto da vida, e por isso nunca retiraria a válvula.

Depois dos 12 anos não fui mais ao médico para ver o meu estado de saúde, até porque os médicos disseram que eu só precisaria procurar, caso sentisse muitas dores de cabeça e enjôo. Isso aconteceu há uns 10 anos atrás,fiz alguns exames, pois fiquei preocupada, mas os médicos me disseram que as dores que eu sentia não estavam relacionadas a hidrocefalia, fui medicada e passou.

Quando completei 05 anos de idade fiz uma nova cirurgia, pois eu havia crescido muito e a válvula precisava ser trocada, assim como o cateter que faz o dreno em direção a uretra (acho que é isso).

 







Enfim, tive uma infância muito tranquila, uma criança super normal. Sempre que ia ao médico fazer tomografias, e revisão, eles perguntavam aos meus pais como estava o meu aproveitamento na escola, se tinha alguma dificuldade de aprendizado, mas eu nunca dei problemas, muito pelo contrário, sempre fui excelente aluna na escola.

Hoje, com 27 anos me sinto muitíssimo bem. Terminei a faculdade, hoje sou advogada, e já não tenho mais problema algum...

Tenho os sinais da hidrocefalia registrados no meu corpo, como a válvula do lado direito da cabeça, o cateter que dá pra notar no pescoço e duas cicatrizes na barriga, mas sou uma pessoa completamente normal.

Gostaria que as mães e pais que muitas vezes aparecem desesperadas na comunidade, por desconhecer a doença, vissem o meu depoimento e soubessem que seus filhos podem ter uma vida normal.
Basta ter fé, acreditar e fazer tudo certinho, como o médico mandar.

Quem quiser trocar experiências pode me adicionar no orkut, ta? Ou MSN (izapadilhaes@hotmail.com) para trocarmos experiências.

Um beijo e abraço fraterno.

Izabela.

10 comentários:

Teresinha disse...

Que lindo ler sua historia Iza, com certeza vai levar muita esperança a muitos corações que estão aflitos, esse é nosso objetivo, e você , assim como a Diana, o Edu, a Talitinha nos mostram que é possível sim conviver , e conviver muito bem com a Hidrocefalia. Que sua estrada seja muito florida e cheia de muita luz,e que seu lindo sorriso esteja sempre estampado em seu lindo rosto!!!!

Diana disse...

Iza!!!!!!!!! Linda história!!!!!!!!!!! È um prazer ler aqui mais uma história de uma "chipadinha" adulta... Junte-se ao time dos filhotes da mama Teísa... E pelo visto, é prerrogativa dos chipadinhos sermos todos bacharéis em Direito, né???? KKKKKKKKKKKKKKKKK!!!!!!!!!!!!!!!!!!! Bjo grande e parabéns pela linda história...

driccamendes disse...

NOSSA IZA COMO É BOM LER HISTORIAS COMO A SUA, NOS FAZ TER MAIS ESPERANÇA AINDA, NOS FORTALECE...PARABENS PELAS VITORIAS E TUA LINDA HISTORIA!!!!BJS.....

Alessandra Rodrigues disse...

Realmente dá uma força danada ler historias como a sua Iza... obrigado por dividir conosco.bj.

arlen disse...

estou tão preocupada iza,vou fazer um exame no meu bb segunda,ele tem a fntonela ampla(moleira grande)estou com medo.mais DEUS vai nos abençoar.

blogger disse...

ola iza eu também tenho hidrocefalia,e estou cursando uma faculdade hoje adorei o seu depoimento.

blogger disse...

ola iza eu também tenho hidrocefalia,e estou cursando uma faculdade hoje adorei o seu depoimento.

Tentando Emagrecer by Luana disse...

oi Iza, eu tive hidrocefalia com 12 anos, os médicos não sabem ao certo o por quê, mas eles acham que é devida a uma meningite viral que tive aos 4 anos, mas ninguém sabe ao certo. Meses depois a válvula parou de funcionar, e eu tive que trocar, mas na troca peguei uma infecção e fiquei em coma, quando acordei eu não fala, não tinha movimentos nas pernas e nos braços, fiz fisioterapia,fonoaudiologia, e mais não sei quantas terapias... Depois de 1 ano me recuperei, e sou uma pessoa normal, se eu não contar ninguém imagina. Mas de uns meses para cá venho sentindo dores de cabeça muito fortes, e o médico constatou que a válvula está drenando demais, e para piorar agora o cateter rasgou na altura do meu pescoço, os médicos ainda não sabem o que vão fazer, pois estou com essa válvula há muito tempo e ela já faz parte do meu organismo. Vou ao médico hoje para ver se ele já tem alguma solução. Só não aguento mais essa dor! Beijos, adorei a sua história.

Tentando Emagrecer by Luana disse...

oi Iza, eu tive hidrocefalia com 12 anos, os médicos não sabem ao certo o por quê, mas eles acham que é devida a uma meningite viral que tive aos 4 anos, mas ninguém sabe ao certo. Meses depois a válvula parou de funcionar, e eu tive que trocar, mas na troca peguei uma infecção e fiquei em coma, quando acordei eu não fala, não tinha movimentos nas pernas e nos braços, fiz fisioterapia,fonoaudiologia, e mais não sei quantas terapias... Depois de 1 ano me recuperei, e sou uma pessoa normal, se eu não contar ninguém imagina. Mas de uns meses para cá venho sentindo dores de cabeça muito fortes, e o médico constatou que a válvula está drenando demais, e para piorar agora o cateter rasgou na altura do meu pescoço, os médicos ainda não sabem o que vão fazer, pois estou com essa válvula há muito tempo e ela já faz parte do meu organismo. Vou ao médico hoje para ver se ele já tem alguma solução. Só não aguento mais essa dor! Beijos, adorei a sua história.

rose disse...

oi iza tenho um filho que tem hidrocefalia ele tem 11 meses e não anda mas é espertinho e ja fala algumas palavres amo joão me add no seu face bjss
salaodrose@hotmail.com

Postar um comentário

 

Seguidores

©  Copyright by HIDROCEFALIA

Blog design by Gizaa Veiga |Template Secret Garden | 2010 |Kit Scrap by Jaelop Designs